quinta-feira, 24 de março de 2016

the beautiful people


This one, goes out ...para todos aqueles que acreditam, que se sentem perplexos com a vida e com as pequenas coisas em particular. Aquelas pessoas (boas) que além de conseguirem ver sempre o lado bom de tudo o que acontece, com os limões que lhe são dados, ainda conseguem fazer limonada (da boa claro está). Aquelas pessoas, nas quais tropeçamos (ou não) e com quem partilhamos a motivação e o entusiasmo pelas coisas mais simples e mais deliciosas da vida, seja um café, um chocolate quente, ou um cappuccino, acompanhados por quem nós quisermos, numa esplanada qualquer.
Uma feliz e muito doce Páscoa!

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

10 maneiras de dizer não (aos outros)

Dizer não, é por vezes (ou muitas vezes/sempre) muito difícil. Porque queremos agradar a toda a gente, queremos que gostem de nós, não queremos desiludir ninguém, nem desapontar, nem que fiquem a penar que somos más pessoas, mal agradecidos, e por aí em diante. Somos pessoas do sim, “sim isto, sim aquilo, sim sou capaz, sim dá-cá isso que eu faço, sim não te preocupes, sim vai lá passear que eu fico em casa a cuidar dos miúdos, sim eu sou capaz de fazer muita coisa ao mesmo tempo, sim eu sou a maior, sim eu faço tudo, as minhas coisas e as dos outros também porque sou boazinha”. Sentimos culpa por não "estar lá" para os outros e acabamos por colocá-los em primeiro lugar em detrimento nós próprios.

terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

a sofisticação na simplicidade

inspiração |juliehillman.com
Acredito que tudo à nossa volta tem a capacidade de nos influenciar, de nos dar energia.
O ambiente de uma casa tem simplesmente a capacidade de nos moldar, fortificar, inspirar ...notando  o extraordinário dentro do rotineiro e encontrar a felicidade na simplicidade da máxima: menos é mais. Ser feliz é simples, difícil é ser simples. 

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

monday motivation

A vida começa quando conseguimos sair da nossa zona de conforto, ou melhor, quando tomamos consciência do nosso desconforto, daquilo que nos incomoda e que não está nos nossos planos, naquilo que sonhámos fazer com a nossa vida. Todos os dias temos a oportunidade de fazer algo diferente, de mudar a nossa atitude e nos desafiarmos, porque os únicos limites intransponíveis são aqueles que nos colocamos a nós próprios.

domingo, 14 de fevereiro de 2016

o amor é

Este blog, não se assume lamechas, nem a favor deste dia ou daquele.
Mas é a favor do amor que não desiste, que está para além das flores e dos perfumes, daquele amor que resiste ao ver o outro acordar completamente desgrenhado, de mau humor às vezes, daquele amor que nutre a admiração e o respeito pelo outro, lembrando todos os dias as razões pelas quais se deu o primeiro beijo, porque se disse sim em frente a familiares e amigos e porque se escolheu aquela pessoa quando tínhamos o resto do mundo para escolher.
Somos pelo amor, em todas  as suas formas de existência, todos os dias do ano.

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

ser resistente


Na adolescência, prepara-se a vida adulta. É "normal" (e desejável digo eu) que nos sintamos perdidos, desalinhados...
Quem viveu a sua adolescência nos anos 90 há-de lembrar-se de cantar as canções dos Resistência algures num canto da escola com um ou outro amigo que sabiam uns acordes de guitarra, e aquilo soava sempre tão bem. Soava a um doce lamento de nós, enquanto adolescentes, que sabíamos ter a vida toda pela frente, cheios de expectativas, sonhos, medos, confusões, ideias claras de liberdade ...de não saber muito bem por onde ir, mas ter a certeza de que queríamos partir. E isso chegava. E fomos. Realizámos muitos sonhos de certeza, outros ficaram para trás, aprendemos a viver a vida com todos os erros e todos os amigos a que tínhamos direito, até encontramos o nosso norte.

perdidos e achados