segunda-feira, 27 de abril de 2015

relações à prova de (quase) tudo



John Gottman é um conhecido terapeuta, especialista na área do aconselhamento de casais, cujo objecto de estudo são exactamente as relações entre os casais, e desde há muito tempo que vem a demonstrar quais são os "pecados mortais" numa relação. 
De acordo com o autor, são apenas precisos cinco minutos de observação de um casal para perceber com uma grande segurança (90% de certeza) se um casal se vai divorciar ou não, uma vez que existem quatro características presentes na comunicação de um casal que podem predizer ou não o fim dessa mesma relação. 
Os comportamentos identificados como mortais, nefastos para uma relação são os seguintes: 

Criticismo: Há uma grande diferença entre a queixa e a crítica – esta última ataca a pessoa e não o seu comportamento. Um erro que muitos comentem, sem perceber;
Desprezo: '… chamar nomes, revirar os olhos, gozar e usar humor hostil. Qualquer uma destas formas de desprezo (…) é venenosa para uma relação porque transmite o nojo pelo outro', descreve.
Defesa: '… Estar na defensiva é uma forma de culpar o seu parceiro. Estar na defensiva faz crescer o conflito'.
Bloqueio: Desliga-se do outro e não se interessa pelo seu parceiro. Isto gera um grande afastamento emocional.

Informação que me parece no mínimo útil, mas acima de tudo, uma terapêutica para administrar em modo vacina e não em modo de SOS para quando o amor já não for suficiente.
Porque não há amor que aguente.
Depois não venham dizer que ninguém vos avisou. 




2 comentários:

  1. Gostei tanto desta parte em que dizes, usar em modo vacina e não SOS, bem verdade.

    ResponderEliminar

diz o que pensas

perdidos e achados