quinta-feira, 31 de julho de 2014

não és tu, sou eu



Aquilo que vem escrito nos compêndios e manuais da gravidez, acerca das últimas semanas, é mais ou menos o seguinte: "deixe de trabalhar, relaxe, aproveite para dormir, vá a uma esplanada, leia um livro".


Já deixei de trabalhar, acho que estou relaxada (mais ou menos), tenho dormido sempre bem. A coisa muda de figura aqui na parte de ir a uma esplanada e ler um livro, porque se vou a um café, não tenho um minuto descansada porque toda a gente mete conversa comigo. E qual é o assunto? A minha gravidez. Vai para nove meses que estou a fabricar um mini ser humano no meu corpo. Eu tenho consciência da minha condição de cetácea. Sinceramente ainda não percebi porque é que todas-as-pessoas-que-se-cruzam comigo me vêm dizer que estou grávida, que estou pesada. Fixem uma coisa: Eu sei.....
A minha amiga amiga T. que é toda zen e espiritual e essas cenas, diz-me com toda a calma que "é natural a mulher experienciar nestes tempos de gravidez alguma falta de paciência, que faz parte do feminino e da maternidade". A minha amiga I. diz que é normal que as pessoas tenham esse tipo de conversas. Ok tudo bem. eu aguento ter a mesma conversa duas, vá três vezes, mas a média neste momento, é de mais ou menos 20 conversas iguais por cada meia hora, sempre com o mesmo assunto: a minha gravidez. Juro, que não sou narcisista a esse ponto. Mas mesmo assim admito, que o problema não é das pessoas, elas é que são as "normais", visto que é "normal" ter este tipo de conversas quando se encontra uma grávida. Quem está fora da linha do "normal" sou eu, que já não tenho paciência para ouvir sempre as mesmas pérolas...

- De quantas semanas é que está? Ai você não aguenta até ao final...com essa barriga vê-se logo que não vai aguentar...

- Aii que já está tão pesada!! 38 semanas? parece que tem 42 semanas...

- Então é um menino ou uma menina? Não quer saber? Ai que esquisito!!

- Não quer saber o sexo do bebé? Pois digo-lhe já que pela barriga vê-se logo que é uma menina!! Depois logo me diz...

- Não quer saber o sexo do bebé?  Vê-se logo que é um menino com essa barriga assim toda para a frente!! Depois logo me diz...

- E qual vai ser o nome? ...Ah pois ...a surpresa também é bonito...

- Ai o Mano vai ter tantos ciúmes!! Com o meu "não sei quantos" aconteceu assim e assado...

- Agora o Mano mais velho é que vai sofrer...coitadinho...

- Aproveite agora, porque depois com dois é que vai ser a doer....

- Olhe, que tudo corra bem, que tenha uma "hora pequenina", bem vai precisar de sorte...




2 comentários:

  1. Pois, uma pessoa não sabe muito bem o que dizer, acaba por dizer as mesmas coisas nesta altura :)

    Sónia
    Taras e Manias

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, nesta altura já não há muito a dizer :)

      Eliminar

diz o que pensas

perdidos e achados